CRAVI MARCOU PRESENÇA EM AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE DEBATEU POLÍTICA SOBRE DROGAS

Nesta quarta-feira (19), a coordenadora geral da CRAVI, juntamente com 30 acolhidos da Instituição, participou da Audiência Pública que debateu a política sobre drogas. A reunião, que abordou as diretrizes e panorama das comunidades terapêuticas como equipamentos de promoção à saúde no município de Curitiba, reuniu 180 participantes. A audiência foi dirigida pelo vereador Ezequias Barros, presidente da Frente Parlamentar contra as Drogas.

Luiz Carlos Hauer, membro do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas, explicou que as comunidades terapêuticas são responsáveis por 80% do tratamento da dependência química no Brasil, mas observou que a Prefeitura de Curitiba não tem convênios com essas entidades.

Ezequias Barros se comprometeu a recolher assinaturas da Frente Parlamentar contra as Drogas para um requerimento que recomendará à Prefeitura de Curitiba o reconhecimento do modelo de comunidade terapêutica como equipamento da RAPS, certificando e qualificando essas instituições. O documento ainda será protocolado para posterior votação única e simbólica em plenário.